Como importar coisas do exterior e não ser taxado para revender

Como importar coisas do exterior e não ser taxado para revender? Importar é uma das melhores opções para quem quer fugir das taxas abusivas dos produtos no Brasil.

Como já mostramos em outros artigos, uma camiseta que aqui custa R$250,00 lá fora custa $30,00.

Porém, o grande inimigo da importação é a alfândega e suas taxas. Quando se fala sobre importação a maioria das pessoas desistem por causa dessa taxa. Porém, existem diversos casso de pessoas que passaram com produtos de alto valor sem desembolsar um tostão do bolso. Como?

A realidade é que a Receita Federal ainda trabalha com um sistema de amostragem, ou seja, existe uma esteira onde passam todos os produtos lá de fora e existem alguns fiscais pegando as caixas que mais lhe interessam e cobrando a taxa.

Nesse processo muitas caixas passam direto pela esteira, sem serem pegas pelos fiscais e, consequentemente, sem nenhum imposto. Então como importar coisas do exterior e não ser taxado para revender, de forma legal?

Como importar coisas do exterior e não ser taxado para revender?

1 – Tamanho e peso do pacote – Como importar coisas do exterior e não ser taxado para revender

Como já expliquei acima, esse processo de amostragem deixa muitas caixas passarem. Os fiscais costumam pegar as caixas maiores e mais pesadas para aplicarem a taxa. Por isso, se você quer ter menos chance de ser taxado, procure trazer suas compras em caixas menores e mais leves. Se forem realizadas muitas compras, é bom separá-las em várias caixas.

Como importar coisas do exterior e não ser taxado para revender?

E mesmo que o produto seja taxado, muitas vezes vale a pena importa-lo. Por exemplo, você comprar um eletrônico qualquer por R$200 nos EUA, que aqui no Brasil custaria R$1000,00, se você for taxado teria que pagar uma taxa de 60%, então ficaria por R$320. Como pode ver, mesmo sendo taxado você vai economizar R$680,00.

Então preste atenção nos valores aqui dentro e lá fora do produto. Faça as contas e veja se a importação realmente vale a pena.

2 – Frete – Como importar coisas do exterior e não ser taxado para revender

O frete é um dos fatores que também importam muito na hora de saber se sua compra vai ser taxada. Evitar escolher fretes de empresas courirr DHL Express, UPS, TNT ou Fedex, pois a chance de ser tributado aumenta muito. Isso porque essas empresas recolhem os impostos antecipadamente, ou seja, pagando o frete você já estará pagando os impostos, pois eles estarão incluídos.

banner meio artigo 2

Para fugir disso é interessante usar serviços de redirecionamento de encomendas, como o do RA Boxes. Você pode entender como esses serviços funcionam assistindo o vídeo abaixo:

3 – Logomarca nas caixas – Como importar coisas do exterior e não ser taxado para revender

Caixas que vem cheias de logotipos e desenhos têm chances maiores de serem taxadas, pois se destacam das outras na hora da amostragem. Por isso é interessante utilizar os serviços de redirecionamento de caixas, pois esses serviços colocam o produto em caixas normais, sem nenhum desenho.

Isso pode ser muito útil para quem quer fugir da tributação e comprou em empresas que só enviam caixas com logotipo, como a Amazon, Hollister, Lacoste, Polo Rauph Lauren e Abercrombie.

4 – Redirecionamento de encomendas – Como importar coisas do exterior e não ser taxado para revender

Já citamos acima o RA Boxes, que é um dos prestadores desse tipo de serviço. Agora vamos falar dos benefícios.

Um serviço de redirecionamento de encomendas serve para que você tenha 100% de controle sobre suas compras. Você pode comprar várias coisas de várias lojas e enviar para esse serviço, pedindo para que eles juntem tudo num só pacote, ou pode fazer o contrário, pedindo que eles separem em pacotes menores para que possam ter um valor de declaração menor.

Esses serviços também trocam as caixas “escandalosas” das empresas por caixas mais “simples”. Sem contar que você pode usar esse tipo de serviço para comprar produtos que não são enviados para o Brasil. Assim você compra o produto através de um site gringo que não envia para o Brasil, envia para o endereço de redirecionamento e eles enviam para o Brasil.

Quer mais? Você pode anexar o invoice e comprovante de pagamento na caixa, evitando que o produto seja taxado além do valor que foi pago.

5 – Não cometa esses erros – Como importar coisas do exterior e não ser taxado para revender

Cometer erros na declaração, sejam propositais ou não, é o que mais acontece. Não adianta declarar um produto como sendo abaixo de $50,00 se o valor dele for bem maior. Ao passar pelo Raio-X o produto vai ser pego e taxado.

Outra coisa é declarar um produto novo como usado. Isso pode custar muito caro, já que sua encomenda pode ser apreendida. Também não envie 10 objetos e declare 5. Isso é crime e você pode ser intimado a esclarecer seus atos perante a justiça.

Conclusão

A realidade é que importar é ótimo, só que você deve estar disposto a pagar os 60% de impostos (que são um absurdo, mas é lei). Então, antes de comprar qualquer coisa, faça a soma de quanto custará a importação e quanto custa o produto aqui. Aí você terá uma ideia se vale ou não a pena importar.

DICA EXTRA: Conheça o Método Perfeito Para Criar uma Máquina Automática de Vendas Online que Rende Até R$ 8.253,97 por mês, e Faturar Mais a Cada Mês. Clique Aqui e Saiba Mais!

Ganhe AGORA 5 E-Books GRÁTIS!

Jônatas Leite

Jônatas Leite é Empreendedor Digital , Profissional em Marketing Digital. Tem paixão pelo Empreendedorismo Digital e tem como objetivo principal ajudar as pessoas a ganhar dinheiro na internet.

Website: http://formulaganhardinheirocomblog.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *